Brazil: Informativo de Mercado de Capitais e Societário - Março de 2017

Last Updated: 31 March 2017
Article by Carlos Motta, Caio Cossermelli and Bruno Magalhães

O Informativo de Mercado de Capitais e Societário é um periódico preparado por profissionais de Tauil & Chequer Advogados e possui caráter meramente educacional. Qualquer consulta ou questão legal deve ser discutida diretamente com seus advogados.

Ofício-Circular nº01/2017/CVM/SRE – Orientações gerais sobre procedimentos a serem observados pelos emissores e intermediários em ofertas públicas de valores mobiliários.

O Ofício-Circular nº01/2017/CVM/SRE ("Ofício- Circular") tem como objetivo principal orientar os ofertantes de valores mobiliários e as instituições intermediárias quanto à forma de melhor cumprir as normas que regulam as ofertas públicas de valores mobiliários, bem como a interpretação e entendimento de determinados dispositivos normativos e a forma de sua aplicação, que vêm sendo adotada pela Superintendência de Registro de Valores Mobiliários ("SRE") da Comissão de Valores Mobiliários ("CVM"), a fim de minimizar eventuais desvios, e consequentemente, reduzir a formulação de exigência por parte da SRE.

Abaixo elencamos algumas das principais orientações e recomendações constantes do Ofício-Circular.

I. Comunicação com a SRE:

Neste tópico a CVM demonstrou como as atividades de atendimento aos ofertantes e intermediários estão divididas entre as Gerências de Registro (GER-1 e GER-2) na SRE, de acordo com os valores mobiliários emitidos, bem como discorreu sobre a forma de encaminhamento dos documentos, petições ou respostas à SRE, os quais desde de 2016 podem ser encaminhados pelo website da CVM (Sistema de Atendimento ao Cidadão – SAC: protocolo de documentos) por meio de PDFs não editáveis e pesquisável e/ou fisicamente por meio de mídia não regravável, observado que referidos meios, não se aplicam aos documentos encaminhados com pedido de confidencialidade, que devem continuar a seguir as normas já existentes.

Adicionalmente, a CVM orientou que todos os documentos sejam protocolados eletronicamente, e ainda informou que os limites para o envio de documentos em seu website é de 10 documentos e 15MB totais por protocolo, sendo que, superados esses limites, os protocolados deverão ser realizados diretamente na CVM, em mídia não regravável. Contagem de Prazos:

A CVM esclareceu que os documentos enviados à SRE pelo website da CVM, quando protocolados após às 18h ou em dias não úteis, serão considerados como tendo sido protocolados no dia útil posterior. Contudo, em caso de protocolo de uma série de documentos em que o primeiro for feito anteriormente às 18hs e os demais imediata e consecutivamente após esse horário, terminando após às 18hs, a data do protocolo, para fins de contagem de prazo será a do primeiro protocolo.

Consultas de Regulados (Emissores, Ofertantes e Intermediários):

A CVM recomendou que, no caso de consultas simples, que não demandem um aprofundamento da análise por parte da SRE, que estas ocorram por meio do e- mail sreconsultas@cvm.gov.br. As demais consultas devem continuar sendo protocoladas na SRE, e ser acompanhadas dos documentos.

Fixação de Parcelas de Varejo em Ofertas Públicas de Distribuição:

Com relação a este tópico, a CVM informou que a SRE entende que não estará mitigada a possibilidade de favorecimento e utilização de informação para a obtenção de vantagem indevida por pessoa considerada vinculada e, portanto, não será concedida a referida dispensa, caso o pedido de dispensa do requisito correspondente à vedação a colocação de valores mobiliários junto a pessoas vinculadas à oferta, no caso de distribuição com excesso de demanda superior em 1/3 à quantidade de valores mobiliários ofertada (artigo 55 da Instrução CVM nº 400/03 e item "c" da Deliberação CVM nº 476/05), não estabeleça limites máximos de pedido de reserva para a tranche de investidores não institucionais (atualmente R$1,0 milhão).

Procedimentos Simplificado para Registro de Ofertas Públicas – Convênio:

Neste tópico a CVM indicou expressamente que a adoção do procedimento simplificado será uma faculdade conferida às instituições participantes da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais – ANBIMA, que poderão sempre optar pelo uso do procedimento ordinário diretamente junto à CVM.

Sistema de Recepção de Informações de Ofertas com Esforços Restritos e Ofertas com Dispensa de Registro por Lote Único e Indivisível:

Como sabemos, no caso de ofertas públicas com esforços restritos, devem ser encaminhados à CVM as comunicações de: (i) início (que deverá ser enviada no prazo de 5 dias úteis contados da primeira procura a potenciais investidores); e (ii) encerramento (que deverá ser enviada no prazo de 5 dias contados do encerramento da oferta), sendo este último prazo aplicável também para as ofertas de lote único e indivisível para o envio da comunicação de encerramento.

Posto isto, a CVM esclareceu que, as informações com incorreções enviadas por meio de referias comunicações poderá ser alteradas até duas vezes pela própria instituição intermediária líder, ou seja, cada comunicação poderá ser alterada duas vezes, desde que o formulário subsequente ainda não tenha sido enviado.

Apesar de ter se manifestado sobre tais procedimentos, a CVM deixou de mencionar que, conforme seja aplicável (em emissões de debêntures com várias séries, por exemplo), a comunicação de encerramento deve ser apresentada por série, informação esta que possuímos até o momento.

Interpretação do Artigo 9º da Instrução CVM nº 476/09 (Período de 4 Meses entre Ofertas com Esforços Restritos):

No entendimento da SRE, corroborado pela Procuradoria Federal Especializada, não havendo prescrição em lei ou norma regulamentar por meio da qual tenham sido criadas diferentes espécies de determinado valor mobiliário, tal como ocorre, por exemplo, com as ações e as debêntures, a espécie será única e, assim, o disposto no artigo 9º da Instrução CVM 476/09 deve ser entendido como fazendo alusão a cada um dos valores mobiliários por ela listados.

Posto isto, a CVM entende que, exceto pelas exceções prevista no artigo 9º, § único da Instrução CVM 476/09, não é possível a realização de ofertas com esforços restritos de diferentes emissões ou séries da mesma espécie de um mesmo valor mobiliário sem a observância do prazo de 4 (quatro) meses entre as ofertas.

Ainda neste tópico, a CVM deixou claro que nas ofertas concomitantes de diferentes emissões, séries ou classes da mesma espécie de um mesmo valor mobiliário devem obedecer em conjunto aos limites de número de investimentos procurados e de subscritores constantes do artigo 3º, incisos I e II da Instrução CVM 476/09.

VIII. Plano de Supervisão Baseado em Risco SBR:

Em relação ao SBR, que vem sendo elaborado/realizado desde 2009, a CVM informou que, com relação ao Plano Bienal relativo ao período de 2017-2018, a SRE atuará supervisionando os seguintes eventos de risco (além de OPAs e ofertas de CIC hoteleiro):

ocorrência de irregularidades ocorridas em ofertas públicas de distribuição registradas; e

ocorrência de irregularidades em ofertas públicas de distribuição com esforços restritos.

Para cada modalidade de oferta será analisada uma amostra para apuração do que ocorreu durante ou após a oferta, sendo que serão examinadas as ofertas anunciadas ou encerradas no biênio 2017-2018, de acordo com os critérios definidos em cada evento de risco.

IX. Orientações para a Elaboração do Prospecto e Demais Documentos de Oferta Pública de Distribuição:

Neste tópico a CVM sintetizou diferentes informações já conhecidas pelos participantes do mercado de capitais, contudo, frisou que o prospecto de oferta não é um material publicitário, e sim um documento que deve conter informações e dados úteis para avaliação dos valores mobiliários ofertados pelo ofertante, que devem ser divulgadas ao mercado sem qualquer excesso que resulte na confusão e/ou desestimule o investidor à leitura.

A CVM também orientou os ofertantes a não incluir nos prospectos informações que não sejam importantes para garantir que o documento seja um retrato verdadeiro, preciso e completo de sua situação econômico-financeira e dos ricos inerentes às suas atividades, tais como repetições de textos legais, de notas explicativas e de partes de outros documentos, bem como ratificou que as informações constantes de estatutos, regulamentos de fundos, escritura de debêntures e termos de securitização, documentos obrigatoriamente anexados aos prospectos, que necessitem ter suas informações apresentadas no corpo do prospecto, sejam sintetizadas e alocadas por referência.

Além disso, deixou claro que a minuta do prospecto preliminar apresentada quando do pedido de registro da Oferta deve apenas estar disponível no site da CVM e não nos sites da ofertante e dos intermediários.

Com relação as ofertas de CRI e CRA lastreados em créditos considerados corporativos, a CVM informou que, quando há a emissão de nova dívida por parte da devedora, com fulcro no item 3.5.1 do Anexo III da Instrução nº CVM 400/03, deve ser apresentado no prospecto, em seção específica, indicares econômico- financeiros da devedora, elaborados com base nas demonstrações financeiras anexadas na forma prevista pelo item 5.3 do Anexo III-A da Instrução CVM nº 400/03.

Em relação à necessidade de inclusão de informações relativas ao terceiro prestador de garantias ou destinatário dos recursos nos casos aplicáveis, tendo em vista que o conteúdo do formulário de referência foi modificado pela Instrução CVM nº 552/14, sem que o item 7.2 do Anexo III da Instrução CVM nº 400/03 tenha sofrido as necessárias alterações, para refletir as mudanças advindas da Instrução CVM nº 552/14, os itens do formulário de referência que devem ser apresentados em função do item 7.2 do Anexo III são os seguintes: 3.7, 6.1 a 6.3, 7.1, 8.3, 12.1, 12.5, 13.2, 15.1, 15.4, 15.7, 15.8, 16.2, 17.1 e 18.5.

X. Material Publicitário:

Além de resumir as principais exigências sobre materiais publicitários, a CVM frisou que os ofertantes tenham atenção ao seguinte:

quando fizerem referência à rentabilidade alvo, para que o material publicitário contemple, de forma destacada, que esta não representa e nem deve ser considerada, sob qualquer hipótese, como promessa, garantia ou sugestão de rentabilidade, tendo em vista o disposto no artigo 38, inciso V, da Instrução CVM nº 209/94, no artigo 36, incisos VIII e IX, da Instrução CVM nº 356/01, no artigo 35, inciso VIII, da Instrução CVM nº 472/08 e no artigo 43, inciso V, da Instrução CVM nº 578/2016;

em enviar para análise carta, e-mail, ou ainda qualquer outro meio que servirá para encaminhar o material publicitário aos investidores;

para facilitar a revisão pela CVM, mencionar no material publicitário as páginas do prospecto e formulário de referência em que se encontra o conteúdo das informações apresentada;

não será considerado material publicitário informações destinadas aos próprios funcionários referentes a maneira diferenciadas de aderir à oferta ou qualquer material de treinamento da equipe de vendas desde que não distribuído; e

não é permitida a utilização de material publicitário em redes sociais, pois as mesmas permitem comentários que não podem ser controlados pelos ofertantes e que, eventualmente, podem induzir a erro os investidores.

XI. Publicidade Institucional:

Ainda dentro do tópico de materiais publicitários, a CVM informou que cabe à ofertante, em conjunto com a instituição intermediária líder, analisar cuidadosamente cada anúncio, propaganda, campanha publicitária e outros materiais da ofertante a serem utilizados durante a realização da oferta, para verificar se estes podem ser classificados como material publicitário institucional, e avaliar a implementação do seguinte texto ao final de sua veiculação:

"[nome da emissora ou ofertante] está realizando uma oferta pública de distribuição [primária e/ou secundária] de [espécie dos valores mobiliários objeto da Oferta] de sua emissão (ou de emissão da [nome da emissora]) em processo de registro perante a Comissão de Valores Mobiliários. Leia o Prospecto e o Formulário de Referência antes de aceitar a Oferta, em especial as seções de Fatores de Risco."

Para ter acesso à íntegra do Ofício Circular, clique aqui.

Visit us at Tauil & Chequer

Founded in 2001, Tauil & Chequer Advogados is a full service law firm with approximately 90 lawyers and offices in Rio de Janeiro, São Paulo and Vitória. T&C represents local and international businesses on their domestic and cross-border activities and offers clients the full range of legal services including: corporate and M&A; debt and equity capital markets; banking and finance; employment and benefits; environmental; intellectual property; litigation and dispute resolution; restructuring, bankruptcy and insolvency; tax; and real estate. The firm has a particularly strong and longstanding presence in the energy, oil and gas and infrastructure industries as well as with pension and investment funds. In December 2009, T&C entered into an agreement to operate in association with Mayer Brown LLP and become "Tauil & Chequer Advogados in association with Mayer Brown LLP."

© Copyright 2017. Tauil & Chequer Advogados, a Brazilian law partnership with which Mayer Brown is associated. All rights reserved.

This article provides information and comments on legal issues and developments of interest. The foregoing is not a comprehensive treatment of the subject matter covered and is not intended to provide legal advice. Readers should seek specific legal advice before taking any action with respect to the matters discussed herein.

To print this article, all you need is to be registered on Mondaq.com.

Click to Login as an existing user or Register so you can print this article.

Authors
 
Some comments from our readers…
“The articles are extremely timely and highly applicable”
“I often find critical information not available elsewhere”
“As in-house counsel, Mondaq’s service is of great value”

Related Topics
 
Related Articles
 
Related Video
Up-coming Events Search
Tools
Print
Font Size:
Translation
Channels
Mondaq on Twitter
 
Register for Access and our Free Biweekly Alert for
This service is completely free. Access 250,000 archived articles from 100+ countries and get a personalised email twice a week covering developments (and yes, our lawyers like to think you’ve read our Disclaimer).
 
Email Address
Company Name
Password
Confirm Password
Position
Mondaq Topics -- Select your Interests
 Accounting
 Anti-trust
 Commercial
 Compliance
 Consumer
 Criminal
 Employment
 Energy
 Environment
 Family
 Finance
 Government
 Healthcare
 Immigration
 Insolvency
 Insurance
 International
 IP
 Law Performance
 Law Practice
 Litigation
 Media & IT
 Privacy
 Real Estate
 Strategy
 Tax
 Technology
 Transport
 Wealth Mgt
Regions
Africa
Asia
Asia Pacific
Australasia
Canada
Caribbean
Europe
European Union
Latin America
Middle East
U.K.
United States
Worldwide Updates
Registration (you must scroll down to set your data preferences)

Mondaq Ltd requires you to register and provide information that personally identifies you, including your content preferences, for three primary purposes (full details of Mondaq’s use of your personal data can be found in our Privacy and Cookies Notice):

  • To allow you to personalize the Mondaq websites you are visiting to show content ("Content") relevant to your interests.
  • To enable features such as password reminder, news alerts, email a colleague, and linking from Mondaq (and its affiliate sites) to your website.
  • To produce demographic feedback for our content providers ("Contributors") who contribute Content for free for your use.

Mondaq hopes that our registered users will support us in maintaining our free to view business model by consenting to our use of your personal data as described below.

Mondaq has a "free to view" business model. Our services are paid for by Contributors in exchange for Mondaq providing them with access to information about who accesses their content. Once personal data is transferred to our Contributors they become a data controller of this personal data. They use it to measure the response that their articles are receiving, as a form of market research. They may also use it to provide Mondaq users with information about their products and services.

Details of each Contributor to which your personal data will be transferred is clearly stated within the Content that you access. For full details of how this Contributor will use your personal data, you should review the Contributor’s own Privacy Notice.

Please indicate your preference below:

Yes, I am happy to support Mondaq in maintaining its free to view business model by agreeing to allow Mondaq to share my personal data with Contributors whose Content I access
No, I do not want Mondaq to share my personal data with Contributors

Also please let us know whether you are happy to receive communications promoting products and services offered by Mondaq:

Yes, I am happy to received promotional communications from Mondaq
No, please do not send me promotional communications from Mondaq
Terms & Conditions

Mondaq.com (the Website) is owned and managed by Mondaq Ltd (Mondaq). Mondaq grants you a non-exclusive, revocable licence to access the Website and associated services, such as the Mondaq News Alerts (Services), subject to and in consideration of your compliance with the following terms and conditions of use (Terms). Your use of the Website and/or Services constitutes your agreement to the Terms. Mondaq may terminate your use of the Website and Services if you are in breach of these Terms or if Mondaq decides to terminate the licence granted hereunder for any reason whatsoever.

Use of www.mondaq.com

To Use Mondaq.com you must be: eighteen (18) years old or over; legally capable of entering into binding contracts; and not in any way prohibited by the applicable law to enter into these Terms in the jurisdiction which you are currently located.

You may use the Website as an unregistered user, however, you are required to register as a user if you wish to read the full text of the Content or to receive the Services.

You may not modify, publish, transmit, transfer or sell, reproduce, create derivative works from, distribute, perform, link, display, or in any way exploit any of the Content, in whole or in part, except as expressly permitted in these Terms or with the prior written consent of Mondaq. You may not use electronic or other means to extract details or information from the Content. Nor shall you extract information about users or Contributors in order to offer them any services or products.

In your use of the Website and/or Services you shall: comply with all applicable laws, regulations, directives and legislations which apply to your Use of the Website and/or Services in whatever country you are physically located including without limitation any and all consumer law, export control laws and regulations; provide to us true, correct and accurate information and promptly inform us in the event that any information that you have provided to us changes or becomes inaccurate; notify Mondaq immediately of any circumstances where you have reason to believe that any Intellectual Property Rights or any other rights of any third party may have been infringed; co-operate with reasonable security or other checks or requests for information made by Mondaq from time to time; and at all times be fully liable for the breach of any of these Terms by a third party using your login details to access the Website and/or Services

however, you shall not: do anything likely to impair, interfere with or damage or cause harm or distress to any persons, or the network; do anything that will infringe any Intellectual Property Rights or other rights of Mondaq or any third party; or use the Website, Services and/or Content otherwise than in accordance with these Terms; use any trade marks or service marks of Mondaq or the Contributors, or do anything which may be seen to take unfair advantage of the reputation and goodwill of Mondaq or the Contributors, or the Website, Services and/or Content.

Mondaq reserves the right, in its sole discretion, to take any action that it deems necessary and appropriate in the event it considers that there is a breach or threatened breach of the Terms.

Mondaq’s Rights and Obligations

Unless otherwise expressly set out to the contrary, nothing in these Terms shall serve to transfer from Mondaq to you, any Intellectual Property Rights owned by and/or licensed to Mondaq and all rights, title and interest in and to such Intellectual Property Rights will remain exclusively with Mondaq and/or its licensors.

Mondaq shall use its reasonable endeavours to make the Website and Services available to you at all times, but we cannot guarantee an uninterrupted and fault free service.

Mondaq reserves the right to make changes to the services and/or the Website or part thereof, from time to time, and we may add, remove, modify and/or vary any elements of features and functionalities of the Website or the services.

Mondaq also reserves the right from time to time to monitor your Use of the Website and/or services.

Disclaimer

The Content is general information only. It is not intended to constitute legal advice or seek to be the complete and comprehensive statement of the law, nor is it intended to address your specific requirements or provide advice on which reliance should be placed. Mondaq and/or its Contributors and other suppliers make no representations about the suitability of the information contained in the Content for any purpose. All Content provided "as is" without warranty of any kind. Mondaq and/or its Contributors and other suppliers hereby exclude and disclaim all representations, warranties or guarantees with regard to the Content, including all implied warranties and conditions of merchantability, fitness for a particular purpose, title and non-infringement. To the maximum extent permitted by law, Mondaq expressly excludes all representations, warranties, obligations, and liabilities arising out of or in connection with all Content. In no event shall Mondaq and/or its respective suppliers be liable for any special, indirect or consequential damages or any damages whatsoever resulting from loss of use, data or profits, whether in an action of contract, negligence or other tortious action, arising out of or in connection with the use of the Content or performance of Mondaq’s Services.

General

Mondaq may alter or amend these Terms by amending them on the Website. By continuing to Use the Services and/or the Website after such amendment, you will be deemed to have accepted any amendment to these Terms.

These Terms shall be governed by and construed in accordance with the laws of England and Wales and you irrevocably submit to the exclusive jurisdiction of the courts of England and Wales to settle any dispute which may arise out of or in connection with these Terms. If you live outside the United Kingdom, English law shall apply only to the extent that English law shall not deprive you of any legal protection accorded in accordance with the law of the place where you are habitually resident ("Local Law"). In the event English law deprives you of any legal protection which is accorded to you under Local Law, then these terms shall be governed by Local Law and any dispute or claim arising out of or in connection with these Terms shall be subject to the non-exclusive jurisdiction of the courts where you are habitually resident.

You may print and keep a copy of these Terms, which form the entire agreement between you and Mondaq and supersede any other communications or advertising in respect of the Service and/or the Website.

No delay in exercising or non-exercise by you and/or Mondaq of any of its rights under or in connection with these Terms shall operate as a waiver or release of each of your or Mondaq’s right. Rather, any such waiver or release must be specifically granted in writing signed by the party granting it.

If any part of these Terms is held unenforceable, that part shall be enforced to the maximum extent permissible so as to give effect to the intent of the parties, and the Terms shall continue in full force and effect.

Mondaq shall not incur any liability to you on account of any loss or damage resulting from any delay or failure to perform all or any part of these Terms if such delay or failure is caused, in whole or in part, by events, occurrences, or causes beyond the control of Mondaq. Such events, occurrences or causes will include, without limitation, acts of God, strikes, lockouts, server and network failure, riots, acts of war, earthquakes, fire and explosions.

By clicking Register you state you have read and agree to our Terms and Conditions